Jérôme Valcke

Secretário geral da Fifa

A contagem regressiva para o Sorteio Final do dia 6 de dezembro de 2013 está perto do fim. Em pouco mais de um mês, iremos apresentar aos torcedores de futebol do mundo inteiro o cardápio completo da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014. Uma vez conhecida a composição dos grupos, estará definido o caminho de cada seleção rumo à glória máxima, e os grandes duelos do torneio passarão a ter local e data para acontecer. A expectativa é alta não apenas para o país anfitrião, como também para as 20 equipes já classificadas e todas aquelas que ainda têm esperança de garantir uma das 11 vagas restantes nas 17 partidas das eliminatórias ainda por disputar.

O Sorteio Final é muito mais do que um evento da Fifa. Ele oferece visibilidade internacional para o Brasil, a Bahia, Salvador e a Costa da Sauípe, o emblemático local da festa. Essa será a prévia final, a última grande oportunidade de promover a Copa do Mundo da Fifa, que terá início no próximo dia 12 de junho. Sediar uma Copa do Mundo  é um trabalho de parceria entre o país anfitrião e a Fifa. Estamos investindo mais de R$ 20 milhões na organização do Sorteio Final, que inclui cobertura televisiva para o mundo inteiro, apresentação de artistas, infraestrutura tecnológica para milhares de representantes da mídial, segurança privada e cenografia. 

A Bahia e a Costa do Sauípe servirão de palco. A exposição midiática proporcionada pelo evento é uma oportunidade única para promover o país anfitrião. A sede do último sorteio de grupos da Copa do Mundo da Fifa, a Cidade do Cabo, recebeu um aporte de nada menos que US$ 6,1 milhões relativos à cobertura da imprensa ao longo de um período de sete dias em 2009, além de ampla exposição internacional, com centenas de milhões de espectadores ligados em seus aparelhos de televisão ao redor do mundo.

O local da cerimônia na Costa do Sauípe já ferve de agito e entusiasmo. Para aumentar ainda mais a expectativa, tenho o enorme prazer de confirmar que Zinedine Zidane completará o time de campeões presentes no sorteio, como um dos representantes dos oito países vencedores da Copa do Mundo. O gesto do Real Madrid de liberá-lo para participar do evento ilustra exatamente o espírito de que precisamos para celebrar o futebol e a Copa do Mundo da Fifa. Ele é a prova de como o futebol, a Copa do Mundo da Fifa e os mais variados campeonatos criam laços entre jogadores, torcedores e países anfitriões em todos os continentes ao longo do tempo.

Dentro de 20 dias, conheceremos as 32 seleções participantes do Brasil 2014. As últimas 11 vagas disponíveis serão disputadas nos quatro cantos do mundo em partidas que prometem ser emocionantes. O crescimento significativo da cobertura da imprensa brasileira e internacional é um reflexo da expectativa cada vez maior em torno do evento. 

A febre da Copa do Mundo está tomando conta. O futebol aos poucos vai ganhando destaque. É gratificante ver que chegou a hora de os astros se tornarem o centro das atenções, depois de tanto trabalho duro, algumas dificuldades ocasionais, momentos emocionantes e até mesmo críticas equivocadas durante o processo de preparação. O maior evento esportivo do mundo oferece grandes oportunidades para os países anfitriões, mas também pode sujeitá-los a julgamentos negativos, já que o torneio desperta a imaginação de bilhões de pessoas em todo o planeta.

De volta à África do Sul, a Fifa irá celebrar em poucos dias mais um capítulo de sucesso da Copa do Mundo da Fifa 2010. Em 12 de novembro, a entidade irá inaugurar o último centro Football for Hope em Alexandra, na cidades de  Johanesburgo. Nada melhor para concluir apropriadamente a campanha "20 Centros para 2010" da Copa do Mundo da Fifa.

 

Artigo publicado no dia 04.11.2013, no site Correio*

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608