A agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgou nesta quinta-feira as normas estipuladas para o transporte internacional rodoviário durante a Copa do Mundo em um texto no qual destaca que os visitantes terão que respeitar as normas vigentes, como a proibição de vidro fumê.

O Brasil chegou a este acordo após uma reunião multilateral com delegações de países vizinhos como a Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai em cujas atas é lembrada a "tolerância zero para a ingestão de álcool dos motoristas".

Entre as principais preocupações colocadas na reunião está a fiscalização das fronteiras terrestres nas quais está previsto um grande aumento do fluxo de veículos de transporte coletivo.

Para melhorar o controle, a delegação brasileira pediu que as informações sobre os veículos fretados sejam revisadas no país de origem.

Neste sentido, ficará proibido o acesso de grupos ao país através de veículos de transporte coletivo que não sejam ônibus e não será permitido o uso de caminhonetes, com a exceção das que circulam pela chamada "tríplice fronteira", ponto no qual se cruzam as linhas divisórias de Brasil, Paraguai e Argentina.

Os veículos particulares, incluindo caminhonetes, poderão circular de maneira livre, mas seus motoristas terão que apresentar documentos que comprovem a propriedade do veículo ou o contrato de aluguel, ou então a autorização do proprietário para que o carro seja usado por terceiros.

 

Fonte: Terra

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608