A Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) desenvolveu o projeto Copa do Mundo nas 12 capitais brasileiras que foram sede dos jogos da competição. Material lúdico-pedagógico foi distribuído aos professores para o desenvolvimento do tema do Mundial de futebol a partir de questões como amizade, autoestima, autocontrole, motivação, resolução pacífica de conflitos, respeito e solidariedade.

O projeto, que integra o programa de ação compartilhado da OEI sobre educação em valores, atingiu mais 17 países, além do Brasil. A iniciativa inclui, ainda, um concurso de redação específico. De acordo com Ivana de Siqueira, diretora da representação da OEI no Brasil, o objetivo do projeto foi favorecer a aprendizagem e o desenvolvimento de valores e reforçar atitudes capazes de colaborar para o fortalecimento de uma cultura cívica e solidária por meio do esporte. Ivana é psicóloga, especialista em educação e desenvolvimento e mestre em educação.

Quando e por que foi criado o projeto Ibero-Americano para a educação por meio do esporte na escola?

Ivana de Siqueira – O projeto foi criado em 2012. Ele integra o programa de ação compartilhado da OEI sobre educação em valores. A criação foi motivada pela Copa do Mundo de 2014 e por alguns dos principais desafios das escolas, que são ensinar crianças e jovens a ser perseverantes, companheiros e solidários; ter respeito com aqueles que são diferentes e disposição para colaborar com o desenvolvimento de projetos para o bem comum.

Assim, o objetivo do projeto foi favorecer a aprendizagem e o desenvolvimento de valores e reforçar atitudes positivas que colaborassem para o fortalecimento de uma cultura cívica e solidária por meio do esporte. O trabalho pretendeu ainda mostrar aos alunos, com a participação em atividades formativas comuns a 18 países, que eles fazem parte da comunidade ibero-americana.

Para o desenvolvimento das atividades, foram elaborados materiais para uso lúdico-pedagógico a partir de temas e textos comuns de educação em valores. As atividades e propostas foram acompanhadas de um guia para facilitar a aplicação por parte dos professores.

O guia apresentou as variáveis metodológicas que caracterizavam o projeto: adaptabilidade à diversidade cultural e a diferentes realidades sociais, capacidade de uso transversal nos currículos e, ademais, o favorecimento de diferentes níveis e alternativas de formação em educação em valores para os professores.

Quais as principais ações do projeto?

Ivana de Siqueira – O desenvolvimento do projeto nos 18 países contou sempre com a participação dos ministérios da educação e de parceiros locais. O material para o desenvolvimento das atividades lúdico-pedagógicas voltadas para a educação em valores foi impresso e distribuído nas 12 capitais que serão sede de jogos da Copa do Mundo.

Ele abordou temas como autoestima, perseverança, autocontrole, motivação, hábitos saudáveis, resolução de conflitos, amizade, respeito, jogo limpo, trabalho em equipe, resolução pacífica de conflitos, gênero e esporte, pessoa com deficiência e esporte, jogos e esportes tradicionais, solidariedade, diversidade cultural, torcedores e torcidas de equipes esportivas, esporte e cidadania, pobreza e esporte, colaboração escola-família.

Após o desenvolvimento das atividades voltadas para a educação em valores, foi promovido o concurso de redação. Houve etapas nas escolas, nas redes municipais de ensino e uma última, nacional, que premiou quatro estudantes brasileiros com viagem ao Rio de Janeiro. Durante uma semana, esses estudantes puderam conviver com jovens vencedores dos concursos realizados em seus países.

O projeto foi desenvolvido em todo o Brasil?

Ivana de Siqueira - Entre fevereiro de 2013 e março de 2014, foi desenvolvido nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo – Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Nos estados dessas capitais, muitos municípios do interior tomaram conhecimento do material didático e decidiram desenvolver atividades lúdico-educativas próprias, mesmo sem participar do concurso de redação.

Cerca de 12 mil alunos participaram de atividades promovidas pelas secretarias municipais de Educação no âmbito do projeto e 800 estudantes do interior, de atividades educacionais de iniciativa própria de escolas da rede pública e particular com o mesmo material educativo.

O projeto vem sendo desenvolvido também em outros países? As atividades realizadas são as mesmas do Brasil?

Ivana de Siqueira – O projeto fez parte de atividade liderada pela OEI em 18 países para promover a aprendizagem de valores por meio do esporte, com material elaborado sobre o mundo dos esportes e seus benefícios, tanto para a aprendizagem, quanto para a qualidade de vida.

As mesmas atividades lúdico-pedagógicas foram desenvolvidas na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, além do Brasil.

O projeto terá algum tipo de continuidade depois da Copa?

Ivana de Siqueira – Fotografias, jogos, links e vídeos ilustrativos do material foram selecionados, incluídos outros esportes, além do futebol, para permitir a continuidade das atividades. A versão eletrônica do material está disponível gratuitamente na página do organização na internet. Os interessados podem obter mais informações no endereço eletrônico  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

Portal da Copa

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608