A construção do novo terminal marítimo de turismo de Salvador, no Comércio, foi discutida em uma reunião realizada, na última quinta-feira (23), na sede da Secretaria Municipal de Transportes e Infraestrutura (Setin), na Federação. Na ocasião, representantes de órgãos municipais e estaduais, além das empresas que executam o projeto, verificaram a necessidade de ampliação do projeto, que também vai englobar a mobilidade no entorno.

 

No caso da Prefeitura, a Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador), executando o projeto da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), fará a adequação da circulação, com implantação do terminal. A medida trará modificações significativas para o trânsito, sobretudo à altura da sede da Navegação Bahiana e o Mercado Modelo.

 

Com a reestruturação do terminal, serão eliminados os estrangulamentos causados pelos receptivos, cujos ônibus de turismo não dispõem de área para a devida circulação e de permanência, de acordo com a assessora técnica da Setin, Ivone Valente. “Além do ganho importante com o projeto, que vai trazer de volta a vista total do mar para todos, vai haver também melhoria no trânsito local”, enfatiza.

 

Segundo o gerente de Projetos Urbanos da FMLF, Jáder Maurício, o estudo realizado pela Fundação compreende toda a extensão dos armazéns 1 e 2 da Codeba, “mas, considerando o impacto, foi preciso envolver toda a região do Comércio, como área estudada”, ressalta.

 

Terminal

 

A construção do novo terminal marítimo de turismo é uma iniciativa que envolve os governos municipal, estadual e federal. A obra conjunta está estimada em 36 milhões de reais, com recursos oriundos da União e prazo para conclusão total das obras até maio de 2013.

 

São 8.183,93 metros quadrados de área total que serão modificados, dos quais 2.383,69 metros quadrados são de pista de rolamento e 3.022,50 metros quadrados de área verde e pavimentação de uma esplanada, com visão totalmente aberta para o mar. 

 

O projeto, desenvolvido pela FMLF, passou por adequação e deverá avançar para a calçada, havendo necessária modificação, também no canteiro central da Avenida da França, o que proporcionará melhor organização do terminal. O novo projeto será apresentado na próxima sexta-feira (24) à Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom)  para obtenção do alvará.

 

A área dos armazéns 1 e 2 da Codeba, antes utilizados como um terminal de carga passará a abrigar o terminal turístico, oferecendo infraestrutura adequada para a demanda de atracações de pequenas e grandes embarcações, a exemplo de cruzeiros e transatlânticos, na capital baiana.

 

Fonte: SETIN

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608