Aproveitar a proximidade dos megaeventos esportivos para formar jovens e ampliar a consciência social sobre temas como igualdade racial e de gênero, direitos sexuais e reprodutivos, prevenção de DST e Aids, uso álcool, crack e outras drogas, direitos da juventude, participação social, seguranca humana e enfrentamento à exploração sexual sexual. Foi nesse propósito que representantes da administração municipal, sociedade civil organizada e instituições paraestatais se reuniram ontem (4) com o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa), na sede do órgão, localizada no Elevador Lacerda.        

O encontro teve como objetivo a troca de informações sobre iniciativas de qualificação para a Copa das Confederações, Copa do Mundo, Olimpíadas e Paralimpíadas e a possibilidade de agregar a estas formações conteúdos para a construção de habilidades para a vida entre jovens. “Vivemos um momento em que o país tem o maior contingente de população jovem de sua historia. A juventude do Norte e Nordeste brasileiros tem um grande peso no desenvolvimento do Brasil. Salvador é uma cidade estratégica para ampliar e fortalecer parcerias e construir uma agenda em comum”, afirmou o Representante do Unfpa no Brasil, Harold Robinson.     

O fortalecimento das instituições e a ação integrada e intersetorial contribui para que os grandes eventos esportivos deixem um legado positivo para a capital baiana. “A Copa do Mundo possibilita a construção e a ampliação de mecanismos de governança, a convergência de propósitos e a otimização do trabalho de preparação da cidade”, destacou o gestor do Escritório Municipal da Copa (Ecopa) e assessor de Relações Institucionais, Leonel Leal.            

Entre as ações que foram anunciadas pela agência internacional, destaca-se a seleção e formação de um grupo de jovens bolsistas para realizar intervenções educativas durante os grandes eventos esportivos em locais estratégicos da cidade entre 2012 e 2016. Além disso, representantes municipais relataram diversas iniciativas de qualificação de jovens, direito das mulheres, incentivo às práticas esportivas, promoção e prevenção à saúde, prevenção à discriminação e à violência, entre outros. Alguns exemplos são: o projeto Guardiães da Paz, da Guarda Municipal; A Copa vai à Escola, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secult) em parceria com o Ecopa e Juventude que Faz, que será desenvolvido em dezembro pela Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão (Setad).   

O Unfpa tem atuado em parceria com a prefeitura desde 2007, a ação é parte desta iniciativa e agrega novos parceiros. Entre as atividades previstas, está a realização de um diagnóstico sobre os projetos em execução e também os que estão na fase de planejamento na cidade. Também serão identificadas as janelas de oportunidades para o trabalho conjunto.  Este diagnóstico será disponibilizado em uma plataforma digital. A ideia é promover mecanismos de governança integrada, na busca pela construção de um legado social e estratégias de sustentabilidade.

 

Participaram do evento representantes da Superintendência de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secult, Setad, Secretaria Municipal da Reparação (Semur) e Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM). A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Associação Comercial da Bahia, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Social da Indústria e Sindicato dos Hoteis estavam entre as instituições que marcaram presença na reunião.

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608