A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) simplificou as regras para a entrada de bens e produtos das delegações estrangeiras credenciadas para participar de eventos de grande porte realizados no Brasil. A mudança nas regras, feita de olho na Copa do Mundo de 2014 e na Olimpíada de 2016, dispensa a apresentação da licença de importação para remédios, equipamentos médicos, alimentos e demais itens trazidos pelas comitivas. 

 

Para a dispensa, a organização do evento deverá apresentar um mês antes uma lista dos produtos e bens que serão trazidos ao Brasil. "Ao chegar nos portos e aeroportos, verificam se os bens trazidos estão em conformidade com a lista", afirmou a gerente de inspeção de produtos em Portos, Aeroportos e Fronteiras da Anvisa, Solange Coelho. No caso de equipamentos médicos trazidos de outros países, será preciso garantir que o equipamento retorne, uma vez terminado o evento, ao país de origem.

 

Substâncias de uso proscrito no Brasil, como drogas, não poderão fazer parte da bagagem. A norma é valida para produtos utilizados exclusivamente pelas delegações e comitivas credenciadas para participar do evento.

 

Fonte: A Tarde

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608