Os responsáveis pelas obras na Arena Fonte Nova, em Salvador, realizaram uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (16.01) para detalhar o processo de plantio do gramado do estádio, iniciado ontem. A grama será plantada em mudas, tipo sprig, e o solo vai receber um reforço em fibra sintética misturado no substrato. A espécie é a Bermuda Celebration, indicada para climas tropicais, e a mesma utilizada nas arenas Castelão e Mineirão. As mudas vêm de fornecedores localizados nos estados de Sergipe e Rio Grande do Norte.

 

O gramado terá um sistema de drenagem à vácuo, composto por um conjunto moto-bomba que faz a drenagem forçada das águas pluviais, eficiente quando ocorrem chuvas muito fortes. Além disso, o mesmo sistema pode aerar o solo, melhorando as condições para o desenvolvimento da grama, que ocupará uma área de 9 mil m². O campo do estádio terá dimensões de 105m x 68m, com uma distância em relação às arquibancadas de 10m nas laterais e 12,30m nas linhas de fundo.

 

 

Assentos
 
O Governo da Bahia vai realizar um pregão presencial nesta quarta-feira (16.01) para contratar a empresa responsável pela instalação de cinco mil assentos temporários na arena. As cadeiras serão colocadas no setor sul do estádio, conhecido como “abertura da ferradura”, e aumentarão a capacidade da arena para 55 mil pessoas durante a Copa das Confederações e o Mundial de 2014. Será escolhida a proposta que apresentar o menor preço.

 

 

Obras

 

 
As obras no estádio ultrapassaram 90% de conclusão. A previsão é que no dia 28 de fevereiro o palco baiano para três jogos da Copa das Confederações e outros seis da Copa do Mundo esteja pronto. A intenção do governo da Bahia é realizar o jogo inaugural da Fonte Nova no dia 29 de março, data da fundação de Salvador.
Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608