O site da FIFA (www.fifa.com) publicou, nesta quinta-feira (24.01), uma entrevista com o presidente da entidade, Joseph S. Blatter, sobre vários assuntos - dentre eles a Copa dos Confederações da FIFA Brasil 2013 e o uso de tecnologia da linha do gol nos torneios oficiais.

 

Sobre a Copa das Confederações, Blatter ressaltou que não resta dúvidas sobre a entrega dos estádios que receberão o jogos. "Será uma espécie de ensaio geral para o Comitê Organizador Local e, principalmente, para a logística. Não há dúvida de que os estádios estarão prontos, mas queremos ver a forma como os estádios serão ocupados e desocupados, a forma como as pessoas serão transportadas e todas essas questões logísticas. Mas falar em ensaio não faz justiça ao evento, que é um verdadeiro duelo de campeões. Olhando as equipes classificadas, é extraordinário!"

 

O torneio reúne os campeões continentais, o atual campeão mundial e o país-sede e será realizado entre os dias 15 e 30 de junho nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Recife e Salvador. Os grupos foram sorteados em dezembro de 2012 e as seleções estão separadas da seguinte maneira: Grupo A, com Brasil, Japão, México e Itália; Grupo B, com Espanha, Uruguai, Taiti e o campeão da Copa Africana de Nações, que está sendo disputada na África do Sul.

 

O primeiro teste da tecnologia da linha do gol, na Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2012, não exigiu a intervenção do sistema. Mesmo assim, Blatter reforçou a importância da medida e a possibilidade de utilizá-la na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. "Tomei essa decisão vendo a Copa do Mundo da FIFA 2010, quando o (Frank) Lampard marcou um gol e todo mundo na televisão viu, mas não os árbitros da partida. Portanto, afirmei que, se tivermos sistemas adequados, precisamos usá-los na próxima Copa do Mundo da FIFA. Se não os utilizarmos e acontecer uma situação semelhante, de fato pareceremos tolos. Agora temos os sistemas, os utilizamos no Mundial de Clubes e usaremos um na Copa das Confederações — é um passo adiante. É só uma questão de tempo até eles serem adotados nos principais campeonatos, já que é uma grande ajuda para os árbitros e eu diria que também será o melhor juiz para dizermos se um gol foi ou não marcado", afirmou o presidente da FIFA.

 

Fonte: Portal da Copa / FIFA

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608