O projeto para a implantação do Centro Integrado de Gestão e Emergências (Cige) em Salvador foi apresentado ao público ontem pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP). O Cige foi planejado para atender às necessidades de segurança pública e defesa civil durante os grandes eventos esportivos como Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

 

 

A unidade funcionará 24 horas por dia, com um trabalho que envolverá pelo menos 200 pessoas e contará com a participação das polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Departamento de Polícia Técnica.
 
De acordo com o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, serão investidos R$ 130 milhões no empreendimento, que deve contar com parceria também do governo federal. Até o dia 29 deste mês, as empresas interessadas poderão promover sugestões no projeto. Em fevereiro, será realizado o processo licitatório que definirá a contratação de empresa para a execução do centro, que tem previsão de funcionamento para a Copa das Confederações.
 

 

“A ideia é publicar os requisitos que a Secretaria de Segurança Pública entende por essenciais e ouvir os fornecedores para que eles tragam sugestões que venham aprimorar este termo de referência. Quatorze empresas já mostraram interesse no projeto”, disse o superintendente de Gestão e Tecnologia Organizacional da SSP, Expedito Teixeira de Carvalho Filho.

 

 

Emergências
 
Segundo Expedito, o Cige concentrará informações sobre o trânsito da cidade, promoverá videomonitoramento, facilitará a comunicação com outros órgãos e entidades e otimizará as ações das polícias. Ele ressalta ainda que o centro será voltado para emergências, atendimento de crises, como desastres, acidentes, rebeliões em penitenciárias, assaltos a bancos e todos os eventos que exijam atenção diferenciada.

 

De acordo com o secretário Maurício Barbosa, inicialmente o equipamento será implantado no Parque Tecnológico, até a Copa das Confederações, e depois será instalado definitivamente em um terreno no Centro Administrativo.

 

Barbosa explicou também que o centro ficará como um legado para a cidade. No local trabalharão agentes que vão receber as chamadas do telefone 190, e operadores de câmeras de monitoramento da cidade. Até a Copa do Mundo 2014, Salvador terá 600 câmeras de monitoramento instaladas.

 

Fonte: Governo da Bahia 

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608