Na última quinta a FIFA anunciou para o mundo seu balanço financeiro relativo ao ano de 2012. Os números, como sempre, impressionam. Uma arrecadação total de US$ 1,116 milhões.

 

Mais importante do que o número total é analisarmos de onde vem essas receitas. Deste total US$ 1,018 milhões estão relacionados ao que a FIFA denomino receitas relacionadas a eventos esportivos. 55% deste valor (US$ 561 milhões) estão relacionados a venda dos direitos de transmissão, sendo que US$ 553 milhões pertinentes a Copa do Mundo 2014. US$ 370 milhões estão relacionados a vendo dos direitos de marketing, sendo US$ 367 milhões com a Copa do Mundo 2014. Licenciamentos e Hospitalidade renderam, respectivamente, para os cofres da FIFA US$ 23 e US 12 milhões cada.

 

No que a FIFA denominou outras receitas operacionais as receitas estão na ordem de US$ 59 milhões e dizem respeito ao Programa de Qualidade, Licenciamento da Marca e outros.

 

Já as despesas totais da FIFA ficaram na casa dos US$ 1,077 milhões, ou seja, o lucro apresentado foi do US$ 89 milhões, bem acima do lucro apresentado em 2011 (US$ 36 milhões). Do total despendido 69% foi gasto com investimentos ligados diretamente ao futebol, sendo US$ 448 milhões com a Copa do Mundo 2014. E aqui cabe uma pergunta interessante. No que a FIFA gastou com a Copa do Mundo aqui no Brasil?

 

Segundo o balanço apresentado os números, mais uma vez, chamam a atenção. US$ 11 milhões foram gastos em viagens e acomodações. Quase US$ 15 milhões com soluções em TI para venda de ingresso e acomodações. US$ 36 milhões com eventos de marketing e produções de TV. US$ 36 milhões aparecem como contribuição ao Comitê Local da Copa, braço operado diretamente pela CBF. Mas o grande montante (US$ 330 milhões) ficam meio que sem explicação, pois aprecem apenas como Despesas com eventos relacionados.

 

A FIFA não não detalhou o salário de seus executivos, mas no relatório encontramos despesas na ordem de US$ 71 milhões com salários e US$ 14 milhões com benefícios sociais.

 

Assim, mesmo mediante a escândalos de corrupção e diversas polêmicas a respeito da realização da Copa do Mundo 2014 a FIFA vem conseguindo manter seu crescimento. Nenhum parceiro ou patrocinador abandonou a entidade, pelo contrário, existe uma longa fila de empresas que querem associar sua marca a FIFA e, principalmente e a Copa do Mundo, mas isso pode ser assunto para outro post.

 

Fonte: ESPN

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608