O Uruguai renasceu na Copa das Confederações, nesta quinta-feira. Após ser dominado pela Espanha na estreia, o time sul-americano venceu a Nigéria por 2 a 1 na Arena Fonte Nova e ficou perto de uma vaga na semifinal da competição. Afinal, o próximo adversário dos uruguaios, que estão com três pontos, será o Taiti, que sofreu duas goleadas até agora. Já os nigerianos, também com três, terão que vencer a Espanha, atual campeã da Europa e do mundo e líder do Grupo B.

 

Uruguai e Nigéria precisavam demais do resultado. Era uma "decisão" para as equipes, mas principalmente para os campeões da América, que tinham perdido a primeira partida. E foram eles que criaram chance de gol logo no primeiro minuto, em um chute forte, defendido por Enyeama. Mas não demorou para o gol uruguaio sair: após passe de Forlán pela esquerda, Cavani furou, mas Lugano abriu o placar, mesmo de forma atrapalhada.

 

A maior parte da torcida na Arena Fonte Nova era pela Nigéria e também por isso os africanos acordaram na partida. O Uruguai tentou administrar a partida com toque de bola, mas o gol de empate saiu ainda no primeiro tempo: após passe de Echiéjilé, Mikel fintou Lugano na área e finalizou com perfeição no gol.
 
O jogo ainda ficou aberto no primeiro tempo, mas foi para o intervalo com 1 a 1 no placar. E na etapa final a Nigéria parecia ter voltado melhor, fisicamente e tecnicamente. Mas um contra-ataque do Uruguai mudou tudo: aos 6min, Cavani arrancou pelo meio e abriu para Forlán, que entrou na área e chutou sem chances
para o goleiro africano.
 
Mais uma vez o Uruguai tentou administrar o resultado e conseguiu com mais sucesso do que no primeiro tempo. Destaque da partida, Forlán até conseguiu um bom lançamento para Cavani aos 25min, mas o camisa 21 chutou para fora. Cinco minutos depois, ele voltou a ter boa oportunidade, sozinho na área para cabecear, mas finalizou para fora e perdeu outra chance de "matar" o jogo.

 

 

Nos minutos finais, o Uruguai até recuou demais, exagerou nas faltas e deu moral para a Nigéria buscar a recuperação. Mas o time africano mostrou pouca organização tática, não criou chances reais sequer nas bolas paradas e saiu mesmo com a derrota.

Fonte: Portal Terra

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608