A Copa das Confederações no Brasil alcançou o segundo maior público da história da competição, com 769 mil torcedores em dezesseis partidas – média de 49,7 mil por partida. Os números só ficam abaixo dos da Copa das Confederações de 1999, no México, acompanhado nos estádios por 970 mil pessoas (média de 60,6 mil).

 

Outra estatística que chama a atenção é a porcentagem de ocupação dos estádios. Com uma capacidade total de 995 mil lugares, 80% das cadeiras foram ocupadas durante a competição. O número seria ainda maior se não fossem as partidas Taiti x Nigéria, no Mineirão, e Nigéria x Uruguai, na Arena Fonte Nova, que tiveram os menores índices de ocupação, com 32% e 49%, respectivamente. O maior público desta edição se deu na final entre Brasil e Espanha, com 73.531 torcedores, mas o maior índice de ocupação foi o confronto entre Brasil x Japão, na abertura do torneio, no Estádio Mané Garrincha, que contou com cerca de 95% dos lugares ocupados.

 

Fonte: Veja

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608