“Parabenizo o SEBRAE pela iniciativa de qualificar as instituições desportivas baianas e pela competência em passar o conhecimento de forma eficiente e satisfatória. É a partir da construção coletiva que podemos melhorar a qualidade de vida dos soteropolitanos”. Foi assim que o gestor do Escritório Municipal da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 | Salvador cidade-sede (ECOPA), Leonel Leal, destacou a importância do Workshop de Elaboração de Projetos para Captação de Recursos aos representantes das federações, associações e ligas desportivas, realizado ontem e hoje (27 e 28) como resultado da parceria entre a Prefeitura de Salvador e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE.

 

Presente na abertura da aula desta quarta-feira, o gestor municipal anunciou que esta é a primeira etapa do processo de aproximação com as instituições desportivas. Segundo Leal, o cenário do esporte soteropolitano ainda é caracterizado pela informalidade, mas, após a qualificação sobre a elaboração de projetos, os responsáveis poderão, através da intermediação do Escritório Municipal da Copa, dialogar com órgãos municipais, como a SEFAZ e a SUCOM, para a legalização e regulamentação de suas entidades. "Em seguida, o ECOPA vai possibilitar encontros entre as entidades e empresas que apresentem interesse em financiar projetos esportivos. Dessa forma, as instituições desportivas poderão aproveitar as oportunidades trazidas pela preparação da cidade para a Copa do Mundo e contribuir para o desenvolvimento e a popularização do esporte em Salvador", destacou.

 

A ação repercutiu positivamente entre os participantes do curso. Para Rômulo Huangg, presidente da Liga Baiana de Kong Fu, essa iniciativa reacende uma esperança de possíveis financiamentos. “É uma luz na escuridão, pois representa uma oportunidade para as instituições desportivas, que trabalham com boa vontade e amor, mas, muitas vezes, falta a formação técnica para gerenciar. O SEBRAE está sendo um grande orientador, já que se dispôs a acompanhar as nossas ações após a realização do curso”. O atleta destacou também que a aproximação com o poder público é um fator fundamental para o bom funcionamento das entidades, bem como interagir com a iniciativa privada. “Sem a capacidade de captar recursos, não tem como dar continuidade aos nossos projetos”, finalizou Huangg.

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608