O Comitê de Responsabilidades da Copa de 2014 deu início nesta quarta-feira (30.10), em Brasília, ao ciclo de elaboração dos Planos Operacionais Integrados para o Mundial. A reunião, coordenada pelo Ministério do Esporte, conta com representantes dos órgãos do governo federal envolvidos com a Copa, funcionários das cidades-sede indicados por governadores e prefeitos, além de integrantes do Comitê Organizador Local (COL) e da FIFA.

O objetivo é avançar na integração de todos os atores e de todas as ações de preparação que estão em curso para a realização da Copa do Mundo. O planejamento será feito nos moldes daquele que antecedeu a Copa das Confederações. Reuniões serão realizadas em cada uma das 12 sedes do Mundial.

“Nossa experiência na Copa das Confederações mostrou como é fundamental que esse planejamento seja integrado para garantir o sucesso do evento. O objetivo principal é justamente estruturar a elaboração e a integração dos Planos Operacionais com o conjunto e a variedade de atores que estão envolvidos nesse processo”, disse Luis Fernandes, secretário-executivo do Ministério do Esporte e coordenador do Grupo Executivo da Copa de 2014 (Gecopa).

Com a experiência de terem realizado a Copa das Confederações, seis das cidades-sede do Mundial (Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador) terão papel fundamental na integração das ações, já que a preparação nestes locais está mais avançada. Nas outras seis sedes (Cuiabá, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Natal e Manaus), o planejamento será mais detalhado.

Nas reuniões, serão discutidos aspectos como telecomunicações, energia, segurança, aeroportos, transporte e mobilidade, acomodação e receptivo turístico e saúde. “É um momento importante essa reunião, porque estamos próximos do sorteio das chaves, que será no dia 6 de dezembro, e finalmente saberemos não só todas as seleções que participarão, como também em que chave cada seleção estará. Estamos entrando agora em uma dimensão mais profunda de planejamento”, lembrou Ron DelMont, diretor da FIFA no Brasil.

Durante a abertura do encontro desta quarta-feira, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, reforçou a importância do trabalho integrado no planejamento operacional. O discurso foi reforçado pelo CEO do Comitê Organizador Local, Ricardo Trade: “Essa integração dos planos operacionais foi muito importante para o sucesso da Copa das Confederações e nós acreditamos muito nela”.

 

Fonte: Portal da Copa 

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608