Nesta segunda-feira (09), o Escritório Municipal da Copa do Mundo da FIFA (ECOPA) e a Assessoria Municipal de Relações Internacionais (ARI) receberam representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Secretaria Estadual para Assuntos Internacionais e da Agenda Bahia (SERINTER) para discutir a participação de adolescentes de Salvador no debate sobre o direito ao esporte seguro e inclusivo para todos e a construção de um legado social positivo para os megaeventos esportivos.

 

Na ocasião, foi apresentada a Rede Juvenil pelo Esporte (REJUPE) e articuladas alianças para sua consolidação em Salvador. Idealizada pelo UNICEF e Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC), a REJUPE agrega lideranças adolescentes de 12 cidades-sede da Copa do Mundo, que desenvolvem ações positivas em suas comunidades e buscam contribuir para o fortalecimento de políticas públicas de esporte.

 

O gestor do ECOPA e Assessor de RI, Leonel Leal, foi convidado a apresentar o programa da Prefeitura Municipal de Salvador para a Copa do Mundo e dialogar com adolescentes baianos que integram a REJUPE, no dia 07 de fevereiro, durante o primeiro encontro da rede na cidade. As jovens lideranças, que representam 15 organizações do governo e da sociedade civil, também vão conhecer as ações preparatórias para o mundial de futebol definidas pelos governos municipal e estadual e elaborar um plano de ação que deve ser entregue aos representantes do poder público.

 

Para Iara Farias, assessora especial da Secretaria Estadual para Assuntos Internacionais e da Agenda Bahia, este será apenas um ponto de partida para a implantação de um projeto mais amplo. “A ideia é desenvolver um projeto piloto, que deve ser multiplicado nas escolas públicas da cidade, com vistas a incentivar a maior participação e promover a cidadania do público adolescente”, pontuou.

 

Para a administração municipal, a parceria com outras instâncias de poder público e instituições diversas é um dos exemplos do legado institucional que a Copa do Mundo vai deixar para Salvador. “O período de preparação do Campeonato Mundial é uma oportunidade de criar novas institucionalidades, que extrapolam o âmbito do poder público e possibilitam maior interação com diversas organizações e sociedade civil organizada”, disse o gestor do ECOPA e Assessor de RI, Leonel Leal. “E além do legado institucional, com esta iniciativa estaremos garantindo um legado social para nossa cidade”, completou.

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608