Entre os estrangeiros, os turistas norte-americanos devem ocupar a maior parte da Arena Fonte Nova nos jogos da Copa do Mundo em Salvador. Segundo os dados atuais disponíveis no Escritório Municipal da Copa (Ecopa), também se destacaram na compra de ingressos para as partidas na capital baiana alemães, espanhóis, franceses, ingleses e canadenses. 

As informações apontam para algumas curiosidades, como o grande número de ingressos vendidos para norte-americanos na partida entre as seleções da Bósnia-Herzegóvina e Irã. Os turistas dos Estados Unidos têm assegurados 15% dos tíquetes para a partida, no dia 25 de junho, seguidos pelos canadenses e alemães, com 4,2% e 3,4%, respectivamente. O total de estrangeiros para essa partida é estimada em 41%, incluindo ainda turistas oriundos da República Islâmica do Irã (1,6%) e Emirados Árabes (0,8%). 

Os norte-americanos também são maioria dos estrangeiros na disputa entre a Holanda e a Espanha, no dia 13 de junho, com 2,7% dos ingressos. Nessa partida, a expectativa é que 15% do público seja estrangeiro. Os espanhóis aparecem com 2,3% dos bilhetes.  

Para o jogo contra a seleção de Portugal, os alemães, que terão um Centro de Treinamento construído em Porto Seguro, até o momento formam pouco mais de 4% do público, sendo maioria entre os visitantes do exterior. Eles são seguidos pelos Estados Unidos e Espanha, jogo do dia 16 de junho, que promete ser um dos mais disputados da primeira fase da competição. O jogo deverá ter 19% de turistas estrangeiros dentro do estádio. 

Já para a partida entre França e Suíça, no dia 20 de junho, 6,3% da Arena Fonte Nova será formado por franceses, contra 4,2% de suíços. Os norte-americanos aparecem logo em seguida, com 4,1% dos tíquetes. A partida deverá ter 24% do público formada por estrangeiros.  

A predominância dos americanos entre os estrangeiros se repete no cômputo geral do país. Do total de 2,5 milhões de ingressos vendidos até agora, de acordo com dados divulgados pela Fifa, eles só perdem para os brasileiros em número de tíquetes adquiridos. Os anfitriões saem em larga vantagem e já garantiram cerca de 906 mil bilhetes, enquanto os americanos ficaram com 125 mil e os colombianos, no terceiro lugar, compraram aproximadamente 60 mil. .  

Atividades - Segundo o secretário municipal da Copa, Isaac Edington, além de assegurar a infraestrutura para o evento, a cidade está preparando uma série de atividades de cultura e entretenimento para receber os milhares de visitantes do exterior e do Brasil. Ele lembra que ainda haverá uma última etapa para venda de ingressos que será realizada em abril. 

O secretário destaca que a cidade está muito mais preparada para o Mundial da Fifa se comparada com a Copa das Confederações. “A Prefeitura tem realizando uma série de investimentos que resultam em melhorias como recapeamento de toda a cidade, nova iluminação e outras intervenções que serão realizadas até o início do evento”, diz Isaac. 

Ele ressalta que a primeira etapa da obra da Barra já estará inaugurada no período da Copa, sendo um importante atrativo para os turistas. Além disso, a Ecopa, a Saltur e a Fundação Gregório de Matos estão preparando um calendário com atividades culturais e de entretenimento especial para o mês de junho.

 

Fonte: Agecom

 

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608