Uma bandeira de mais de três quilômetros de extensão, confeccionada em tecido por estudantes percorrerá as ruas da cidade baixa. A ação discute o amor a pátria. O tradicional desfile do Bandeirão da Copa, realizado há 28 anos pelo Centro Educacional Santa Rita, no largo de Roma, acontece no próximo sábado (07/06) a partir das 14 horas e percorrerá as ruas da Cidade Baixa até a Igreja do Bonfim , onde a bandeira será estendida no chão. Em homenagem à Copa do Mundo, a cada quatro anos, funcionários e alunos da escola, juntamente com os pais e a comunidade se reúnem para confeccionar com tecidos doados, a bandeira que este ano tenta atingir o recorde de três quilômetros de extensão.

A concentração está prevista para o meio-dia. De acordo com Erica Lis Costa, que coordena o desfile, os preparativos começaram no ano passado. “Iniciamos a arrecadação de tecidos em novembro. A confecção da bandeira começou em janeiro. Contamos com a colaboração de pais de alunos, funcionários da escola e até voluntários – pessoas que se deslocam de outra cidade para ajudar”, diz.

Fantasiados de personagens da cultura baiana, ou usando pintura facial e trajando camisetas customizadas com as cores do Brasil, os 400 alunos, com idades entre 2 e 17 anos, contam com o apoio de convidados para ajudar a carregar o Bandeirão. São grupos de teatro e dança, membros de instituições ligadas ao esporte e escolinhas de futebol da região, espaços culturais e associações.

Apoio do Ecopa - O desfile conta com o apoio do Escritório Municipal da Copa do Mundo (Ecopa), que articulou o apoio de outros órgãos da Prefeitura, como a Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador) e da Superintendência de Prevenção e Segurança do Salvador (Susprev), através do acompanhamento durante o trajeto, da presença da Guarda Municipal e de reparos nas ruas por onde o Bandeirão passará.

Fundadora da escola, Maria José, 70 anos, é uma das idealizadoras do desfile. Ela revela que o primeiro Bandeirão da Copa foi feito em 1986 e tinha 500 metros. A ideia foi espertar o interesse dos alunos pela cultura e o amor à pátria. “Nós nos reunimos para discutir a falta de amor à pátria, de entusiasmo dos alunos e resolvemos fazer a bandeira. Os alunos adoraram e a ideia deu certo, então, transformamos em projeto pedagógico e está aí até hoje!”, comemora.

Futebol, Copa e Brasil - Durante o período do Mundial, além do desfile do Bandeirão, a escola tem uma programação especial e a Copa do Mundo é tema de aulas em diversas disciplinas. Nas aulas de inglês e espanhol, por exemplo, os estudantes aprendem frases básicas para conversação com os turistas. Os professores de geografia e história ensinam sobre as características e cultura dos países que participam da competição. E durante as aulas de português foi realizado um concurso de redação com premiação sobre os temas ‘Futebol, Copa e Brasil’.

 

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608