Turistas de 20 países estiveram em Salvador para a realização da Copa do Mundo. Segundo o secretário municipal de Cultura e Turismo, Guilherme Bellintani, eles ficaram hospedados de seis a sete dias na capital e gastaram, em média, R$ 247 por dia. 

Salvador recebeu seis jogos do Mundial, envolvendo as seleções da Holanda, Espanha, Portugal, Alemanha, Suíça, França, Bélgica, Estados Unidos, Irâ, Bósnia-Herzegovina e Costa Rica. Além dos jogos, 10 eventos da Fifa Fan Fest foram realizadas no Farol da Barra. A última partida aconteceu no sábado (5). 

O secretário municipal divulgou um balanço durante coletiva de imprensa com o prefeito ACM Neto, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (7). Ele também apresentou a pesquisa de satisfação feita entre baianos, turistas brasileiros e estrangeiros, que acompanharam os jogos da Copa do Mundo em Salvador.

Segundo com Bellintani, 95% dos turistas consultados no estudo, que teve amostra de mais de duas mil pessoas, disseram que pensam em retornar à capital baiana.

"Somente 5% deles dizem que não pensam em retornar. Isso mostra que o turismo entra de vez na pauta do baiano", disse o secretário. Norte-americanos, alemães, holandeses e portugueses foram os estrangeiros que registraram maior entrada em Salvador.

"Mesmo com problemas pontuais, as pessoas que vieram a Salvador se encantaram. A cidade entrou no clima da Copa. Aqueles pessoas que saíram, foram embora com excelente impressão e vão multiplicar isso por onde forem. A grande concentração de pessoas no Centro Histórico é um grande legado, porque elas ajudaram a resgatar o Centro Histórico como lugar de lazer e entretenimento", avaliou o prefeito.

Fan Fest
Até esta segunda-feira, a Fifa Fan Fest em Salvador, evento realizado nas cidades-sede da Copa do Mundo, reuniu cerca de 300 mil pessoas no Farol da Barra. "É o equivalente ao mesmo número de pessoas na Fonte Nova. Isso mostra que as pessoas que não tiveram acesso ao estádio puderam se divertir em lugares públicos", elogiou o titular do Escritório Municipal da Copa (Ecopa), Isaac Edington.

A capital baiana também contou com a presença de 740 jornalistas, entre eles profissionais dos Estados Unidos, França, Venezuela e China. Já os postos de informação instalados na cidade atenderam a 20 mil pessoas, a maioria com dúvidas sobre deslocamento e acomodação.

Para terça-feira (8), dia de jogo da Seleção Brasileira, a Fan Fest terá apresentações de Léo Santana e da banda Oito7Nove4.

Transporte
As linhas especiais de ônibus que fizeram o transporte de torcedores até a Arena Fonte Nova registraram tempo médio de deslocamento de 21 minutos. Segundo o superintendente da Transalvador, Fabrízzio Muller, 55 mil pessoas fizeram uso do sistema durante os dias de jogos.

"Em 2013, na Copa das Confederações, não houve tempo necessário de preparação para melhorar o transporte e tivemos engarramentos. Já esse ano considero a operação exitosa, fruto de tudo que se aprendeu no ano passado", comemorou o prefeito ACM Neto.

Saúde e lixo
O secretário de Saúde de Salvador, José Antonio Rodrigues Alves, informou que, nas regiões do Pelourinho, Barra, Imbuí e Plataforma, onde foram exibidos jogos da Copa do Mundial, foram contabilizados 358 atendimentos médicos. "Mas nenhum deles envolvendo agressão física. A maior parte foi por conta de intoxicação por uso de álcool", disse.

Em relação ao lixo retirado, a capital baiana registrou a retirada de 1,9 toneladas de materiais nos bairros da Barra, Pelourinho, Imbuí e Plataforma, locais de exibição dos jogos da Copa do Mundo.

 

iBahia

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608