O FIFA Fan Fest da cidade sede Salvador encerrou suas atividades na noite de domingo (13), no Farol da Barra, reunindo durante 15 dias um público de 350 mil pessoas entre soteropolitanos e turistas nacionais e estrangeiros, atraídas pela exibição dos jogos e apresentações das mais de 40 atrações artísticas e manifestações culturais. Na avaliação dos participantes, o evento superou as expectativas. Os organizadores também começam a semana com a sensação de dever cumprido e a certeza que ajudaram na construção de um espetáculo inesquecível para com a população, torcedores e todos que passaram por Salvador.

A agente de turismo, Fabiana Souza (38), que tem o hábito de viajar para fora do país, não poupou elogios ao ser entrevistada. “-Coisa de primeiro mundo! Perfeito!”, disse, referindo-se a organização, limpeza, trânsito, segurança e atrações. Moradora da Barra, ela frequentou o evento na companhia do marido e da filha, de 7 anos, quase todos os dias. “Evitamos apenas os dias mais lotados porque estávamos com criança. Até pular atrás do minitrio, minha filha pulou. Inesquecível!”, conta. Aliás, Fabiana foi uma das primeiras a acreditar no evento. “Aderimos ao Fan Fest desde a abertura da Copa. Só não viemos nos dias que fomos à Arena”, revela.

Assim como ela, os órgãos diretamente envolvidos na realização – Ecopa, Saltur, Saúde, Sucom, Semop, Semps, Limpurb, Transalvador , Guarda Municipal e Codesal -, também estão satisfeitos com o resultado, especialmente porque este foi um evento realizado sem investimento público. A Prefeitura municipal participou oferecendo infraestrutura e serviços como combinado com a FIFA e patrocinadores do Mundial.

Promoção de Salvador - Diversos elementos favoreceram o Fan Fest Salvador, consolidando o local, como o segundo melhor lugar para assistir aos jogos do Mundial, depois do estádio. Primeiro a escolha do Farol da Barra, que por si só já é um atrativo para quem visita a cidade e uma referência de grandes encontros para os que moram aqui.

“Pensamos no evento como uma oportunidade única de promover a cidade e o resultado atendeu as expectativas. O Farol da Barra por sua localização estratégica, história e atmosfera de orla e festa foi uma escolha acertada.O sucesso do evento também se deve ao fato de termos priorizado artistas e manifestações culturais que representam bem as diversas linguagens que dialogam em Salvador”, avaliou o Secretário do Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani.

Pelo palco principal, minitrio, coreto elétrico e largo do Farol da Barra passaram e desfilaram as percussões dos blocos afros Ilê Aiyê, Oludum, Muzenza, Malê Debalê; a guitarra baiana de Armandinho; a percussão da banda feminina Didá; o Furdunço com o Alavontê; o samba de Ju Moraes; Alexandre Leão, entre tantas outras manifestações culturais que contam a história da cidade e de suas festas populares.

Proteção às marcas - “Existe uma satisfação porque cumprimos as metas. Do ponto de vista operacional foi um aprendizado que levaremos para todos os eventos que a cidade realizar a partir de agora”, avalia o Secretário do Escritório Municipal da Copa (Ecopa), Isaac Edington. O trabalho de proteção às marcas autorizadas para a Copa, na opinião dele, foi uma atuação conjunta muito bem sucedida apoiada na Lei geral da Copa.

Tirolesa - A participação dos patrocinadores atuando com ativação de marca no Fan Fest teve uma boa receptividade do público, que se divertiu com diversas opções, inclusive uma tirolesa instalada pela marca SONY, que formou longas filas de espera. Todos os patrocinadores investiram em brincadeiras e distribuição de brindes. O stand do Itaú, por exemplo, criou uma estrutura cenográfica onde os participantes convocam outras pessoas para brincar de acertar o alvo.

 

A Coca-cola chamou atenção pelos totens para compartilhamento de fotos nas redes sociais, painel digital para games e microfones para entretenimento.
A marca Jonhson & Jonhson utilizou seu espaço para preparar kits carinho com produtos que serão distribuídos para instituições que atuam com a população carente. E a Bhrama teve como atrativos jogos, totem para fotos, e sorteio de ingressos para jogos na Arena Fonte Nova.

 

Proteja o Gol – O FIFA Fan Fest também serviu de cenário para a campanha internacional de prevenção a AIDS, Proteja o Gol - iniciativa da UNAIDS com o objetivo de alcançar a visão de zero nova infecção por HIV, zero discriminação e zero morte relacionada à AIDS. A Prefeitura é parceira da campanha que em Salvador promoveu ações de prevenção e testagem durante o Fan Fest, oferecendo testes rápidos e gratuitos para detecção do HIV. Em um ônibus, instalado na Rua Marques de Leão, na Barra, com profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) foram realizados mais de 2 mil testes rápidos, dos quais 58 foram positivos de HIV. Os testes foram realizados no interior da unidade móvel, garantindo a privacidade das pessoas. No total foram distribuídos também mais de 520 mil preservativos masculinos e femininos.

Ainda no que se refere à saúde, o Fan Fest Salvador caracterizou-se também como um evento tranquilo. O número total de atendimentos registrados pela Secretaria Municipal de Saúde foi de 397 atendimentos em 15 dias de festa. A atuação da Guarda Municipal contribuiu para esse resultado. Munidos de detectores de metais realizaram ações para controle de acesso, resultando em uma significativa apreensão de objetos considerados arma branca; e apoiando as ações de fiscalização da Sucom e Semop com o objetivo de coibir o marketing de emboscada.

 

Combate ao trabalho infantil - Os resultados das atividades socioeducativas da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate Pobreza (Semps) durante o Mundial, também são expressivos. Na FIFA Fan Fest, a Semps atuou com o objetivo de coibir o trabalho infantil, a exploração sexual contra crianças e adolescentes, situações de risco pessoal e social a menores, e para oferecer abrigamento à população em situação de rua. No total foram abordadas 1.098 crianças e adolescentes, das quais 134 foram cadastradas. Encontradas em trabalho irregular foram encontradas 192 crianças para acolhimento provisório.

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608