Só mesmo um desastre tirará do Uruguai uma das vagas remanescentes na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Na partida de ida do play-off intercontinental, contra a Jordânia, fora de casa, a experiência e a maior qualidade da equipe de Óscar Tabárez fizeram a diferença, com a goleada por 5 a 0 praticamente definindo a situação da série antes mesmo da volta, no dia 19 de novembro.

A superioridade dos atuais campeões sul-americanos ficou evidente desde o início, e os gols não demoraram para sair. Maxi Pereira e Cristian Stuani marcaram no primeiro tempo, enquanto Nicolas Lodeiro, Cristian Rodríguez e Edinson Cavani completaram no segundo. A Jordânia, que contava com o apoio da torcida, esbarrou nas próprias limitações técnicas e só assustou o gol de Martín Silva em apenas uma ocasião.

Com a boa atuação, o Uruguai fica perto de igualar as campanhas de 2002 e 2010, quando também superou os play-offs (contra Austrália e Costa Rica, respectivamente). Somente em 2006, também contra os australianos, acabou perdendo a chance de disputar o Mundial. A Jordãnia, por sua vez, viu o sonho da primeira participação se complicar.

Apesar de chegar como favorito, o Uruguai temia um confronto mais complicado, mas o bom toque de bola dos meias e atacantes e a defesa segura, formada sempre pela dupla Diego Lugano e Diego Godín, fizeram com que os anfitriões tivessem dificuldades para se soltar. Nas poucas vezes que apareciam, os chutes saíam geralmente de longe, sem perigo, enquanto os uruguaios iam rondando a área sem dificuldades.

Assim, o primeiro gol saiu aos 22 minutos, quando Cavani cabeceou com perigo, o goleiro espalmou e Maxi Pereira pegou o rebote, sozinho na pequena área. Pouco antes do intervalo, Luis Suárez fez lindo lançamento dentro da área, a zaga não conseguiu cortar e Stuani apareceu bem para tocar por baixo do goleiro Shatnawi.

Na segunda etapa, a Jordânia chegou com muito perigo logo no início, quando Ahmad Ibrahim apareceu no meio da zaga e tocou para fora, levando uma parte da torcida a gritar gol. E se até aquele momento ainda havia esperanças de uma reviravolta, elas se esvaíram pouco depois, quando Cavani fez linda jogada, driblou o goleiro e tocou para trás. Lodeiro, que chegava na entrada da área, dominou e mandou para as redes.

Estava fácil demais, mas os uruguaios não diminuíram o ritmo. Sozinho na área, Rodríguez aproveitou o cruzamento da esquerda e fuzilou de canhota para fazer 4 a 0. Já no finzinho, depois de passes açucarados e de perder algumas chances, Cavani encerrou a fatura com linda cobrança de falta. Já dava até para comemorar a vaga: são somente 90 minutos separando os bicampeões mundiais de outra participação em Mundiais.

 

Fonte: Fifa

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608