Os gastos de turistas estrangeiros no Brasil somaram US$ 6,709 bilhões (aproximadamente R$ 15,8 bilhões) no ano passado, segundo dados divulgados pelo Banco Central. Foi o melhor resultado da história do Brasil, consolidando um crescimento de 170,63% desde 2003, quando a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) passou a cuidar exclusivamente da promoção turística do Brasil no exterior.

O turismo consolida-se, assim, como o setor da economia brasileira que mais capta divisas para o país na conta de serviços, que registra receitas e despesas com o exterior em transporte, viagens, seguros, royalties e aluguel de equipamentos.

A receita com turismo de estrangeiros no Brasil em 2013 superou a entrada de dólares obtida com a exportação de veículos automóveis de passageiros, que somou US$ 5,718 bilhões (cerca de R$ 13,4 bilhões), conforme dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

“Os resultados de 2013 consolidam a importância da cadeia produtiva do turismo dentro da economia brasileira”, avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino. “E confirmam que o turismo internacional tem amplo potencial para continuar gerando empregos e renda para a população, ainda mais neste ano de Copa do Mundo, em que devemos bater novo recorde”.

Série histórica

 O resultado de 2013 foi o melhor da série histórica do Brasil. Em 2003, segundo os dados do Banco Central, os estrangeiros que visitaram o Brasil deixaram no país US$ 2,479 bilhões (aproximadamente R$ 5,8 bilhões). Em 2010, a entrada de divisas com turismo internacional ficou em US$ 5,702 bilhões (cerca de R$ 13,4 bilhões).

Neste ano, com a disputa da Copa do Mundo no Brasil, a partir de junho, a expectativa da Embratur é que a entrada de divisas supere o volume registrado no ano passado. Já o total de turistas estrangeiros, que superou 6 milhões em 2013, deve chegar a 7 milhões em 2014.

 

Fonte: Secopa

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608