Aos 45 anos de idade, com 26 anos de profissão, Jurandir Marques, garçom com orgulho, viu na Copa do Mundo da Fifa™ uma oportunidade de expandir seus conhecimentos e ampliar sua renda e topou o desafio de apreender inglês através do programa Pronatec Copa. A oitenta dias para o início do Mundial de Futebol, seu Jurandir conta como os legados do evento já melhoraram sua rotina.

A turma de seu Jurandir do curso de inglês oferecido pelo Ministério do Turismo começou em outubro de 2013 e, desde então, ele faz sucesso entre os amigos e no mercado de trabalho com seu novo idioma. “Já sinto os resultados de meu empenho. Ainda estou aprendendo e já consegui aumentar o número de eventos que trabalho e o valor de minha diária também já pode ser maior, quase dobrou, pois tenho o diferencial da língua estrangeira.”, comemora.  

Atualmente Jurandir estuda o segundo módulo do curso, com aulas que acontecem três vezes na semana, com 4h de duração por dia, até o mês de maio. Ele faz parte de um grupo de milhares de brasileiros que estão sendo formados pelos programas de qualificação realizados em virtude do Mundial de Futebol. A meta do Governo Federal até a Copa do Mundo da Fifa 2014™ é oferecer 240 mil vagas em todo o Brasil. A Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (Secopa) também atua na preparação da população para atender aos cerca de 600mil estrangeiros que virão ao país no período dos jogos e já ofereceu mais de 3,5mil vagas em cursos gratuitos em diversas áreas.

Atuando como garçom da Bahiatursa é, muitas vezes, na própria sala de reuniões do órgão que os participantes dos eventos conhecem seu Jurandir, que sempre aproveita para aprimorar seu inglês e agradar aos participantes. No último Encontro Consular, por exemplo, um evento organizado pelo Governo do Estado, através da Secopa, ele mostrou ser um bom aluno e, mesmo todos os presentes falando português, optou por servir na língua inglesa.

“ Meus colegas me estimulam e até me ajudam a falar melhor, eu gosto muito quando me ensinam como falar. Mas, no início, muitas pessoas riam e eu, ao invés de me desanimar ou ficar com vergonha, pensava que, se elas estão rindo é por que ainda tenho que melhorar, então me esforçava ainda mais para não rirem de mim”, explica.

Ele é pai e cria sozinho dois filhos, uma jovem de 30 anos de idade e um garoto de 16 anos. Segundo Jurandir, seu esforço também tem outro foco e, mais do que receber o reconhecimento do mercado de trabalho, ele procura dar exemplo aos seus filhos e estimulá-los a sempre procurar aprender. “Lembro do dia que sai no jornal por ser um garçom que está aprendendo inglês. Nesse dia pensei que podia estar na capa do jornal com uma arma na mão, envergonhando minha família, mas optei por ser do bem e aproveitei para mostrar aos meus filhos que trabalhar é a melhor forma de crescer na vida”, conta.

Jurandir relata ainda que já viveu experiências interessantes por causa do inglês.  “Tenho casos curiosos: Um aconteceu no carnaval, quando recebi uma boa gorjeta porque ensinei a um turista da Inglaterra onde ficava o banheiro. E outro, em um evento particular, onde havia uma família de estrangeiros e a dona da festa foi parabenizada porque eles pensaram que eu tinha sido contratado propositalmente para atendê-los, mas foi apenas coincidência”, cita.

Ele é realmente muito simpático e animado, sempre com o sorriso no rosto e com muita fé, faz questão de declarar seu orgulho por aprender e crescer na profissão. Ao conversar com os colegas de trabalho, busca ampliar seu vocabulário e até arrisca ensiná-los. Para seu Jurandir, os legados da Copa do Mundo da FIFA™ já chegaram e, quando questionado sobre os benefícios dos programas relacionados ao Mundial, ele  tem a resposta na ponta da língua: “O governo me deu esta oportunidade. Oferece cursos gratuitos e ainda nos dá transporte e lanche, não podia perder esta chance e me dedico cada vez mais. Tenho duas certezas. Para mim a Copa do Mundo já trouxe ganhos e mesmo depois de passar, meus conhecimentos serão para toda a vida e os ganhos também”, finaliza.

 

Fonte: Secopa

Compartilhar
Av. Joana Angélica, n.° 399, Ed. Fernando José - Nazaré, tel: 55 71 3202-3602 / 3202-3608